segunda-feira, maio 07, 2007

Surpresas?

Tal como esperado, não houve, nem cá, nem lá.
A vitória do Alberto João Jardim (AJJ) foi esmagadora, tal como se esperava. O PS, que andava a preparar o actual Secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade para ser o candidato em 2009, foi apanhado de surpresa e lá teve que avançar com o Jacinto Serrão( silly boy) que é uma nulidade política pura e que, honestamente, não percebo como está à tanto tempo à frente do PS-M.
Assim, AJJ tem mais 4 anos para preparar a sua sucessão e continuar o "regabofe".
De que serve esta vitória? Para já para tomar uma posição politica, como a que tomou. Na prática não muda nada, porque não tou a ver o Sócrates a recuar na Lei das Finanças Regionais.
A ver vamos.

Quanto à França, o que eu previ à 2 semanas. Sarkozy estava a preparar-se há anos, media cada palavra durante a campanha, não falhou uma única vez e , claro, ganhou. Uma espécie de Cavaco à francesa.
Claro que se podia culpar a França "gaulista, machista, conservadora", mas não, Sarkozy foi perfeito no que fez.
No seu primeiro discurso de vitória falou na "dignidade do trabalho, na autoridade e orgulho francês", o que demonstra quase tudo. Quanto às medidas que propõe dependem muito das legislativas que se aproximam e aí tudo está ainda em aberto.
Segolène falhou na perfeição de Sarkozy. Faltou-lhe o total apoio e solidariedade dentro do PSFe faltou-lhe também a coerência, porque oscilou demasiado devido, talvez, a uma tentativa desesperada de conquistar votos ao centro.
Por muito que me custe admitir, Sarkozy foi o melhor, tinha ideias mais deliniadas, um plano concreto para a França, coerência, preparação e inovação e ruptura quanto a Chirac.
Valeu-lhe, por enquanto, a Presidência. O futuro se verá, futuro este que será também o futuro da Europa e, logo, o nosso.

1 Comentários:

Blogger esparguete_juridico disse...

A perspectiva não pode, nem deve ser demasiado política. Vejamos, sendo certo que o PS-M parece um clube de insanos reformados de qualquer coisa que nem deve ser a vida política os esquemas de AJJ são sp iguais a si próprio. O "veremos" desagrada-me profundamente, nunca o poder legislativo, deve a meu ver, ser subvertido perante a vontade da minoria especialmente quando falamos da minoria dos interesses porque é bom dizer que lá na MADEIRA, ainda se vota para o mesmo PR e PM que nós. Assim, o motivo que levou a esta convocação antecipada de eleições foi uma demissão orquestrada e pensada que repugna qualquer um que acredite na democracia e no Estado Social de Direito. Haja paciência para mais 4 anos de BIGSHOWAJJ, e rezemos para que ninguém tenha ideias peregrinas de mudar o que seja pelas suas pressões.

01:25  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial