segunda-feira, maio 07, 2007

Saudade

Fim-de-semana a Norte, se bem que com trabalho e internet atrás, mas sempre óptimo para descançar, recuperar forças.
Que saudades da Primavera passada lá, o cheiro das flores que entra pela casa dentro, mesmo com tudo fechado. Tudo a florir! Os sabugueiros florescem para, lá em Agosto, darem o "ouro negro". As cerejas começam a pintar e as videiras já a pedir a enrama.
E o silêncio...apenas interrompido pelo chamamento para as refeições e pelo chilrear dos pássaros e, há noite, pelo ladrar dos cães que "refilam" com os gatosque não os deixam ter o merecido descanso. Mas o silêncio, aquele que nas noites de vento favorável deixa ouvir o Varosa correr em direcção ao Douro, esse ninguém o paga. A ele e ao Ar. Aquele ar único, que enche verdadeiramente os pulmões. E o pão, e a comida....se pudesse trazia as padarias para cá, enfim, trazia tudo mas para cá...mas já não seria o mesmo pois não?
Mas com a palavra "ir" está sempre a palavra "voltar". Já passa da meia-noite. De manhã volta a rotina de sempre.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial