quinta-feira, maio 31, 2007

Depois de um dia de greve falhado

Deixem-me fazer apenas um pequeno apontamento sobre a "greve geral" de ontem.
Depois de ter andado 15 minutos a pé, porque o metro estava encerrado, discutia com uns colegas, no meio da nossa ingenuidade "não-grevista", os números da manifestação que haveria ontem em Lisboa. Centenas de milhar, apostavamos. Mal sabiamos que manifestação não havia, greve sim, manif não.
E foi aí que, no meu entender a grave geral de ontem se perdeu. Uma saída à rua dos trabalhadores tinha trazido todo um novo impacto à coisa. Demonstravam a capacidade de mobilização, que seria enorme, mauos que a ultima greve (que não foi geral) e teriam atraído toda a concentração dos media. Assim não, assim perderam-se na discussão dos números, na forma como a vida de alguns foi dificultada pelas greves nos transportes, pela guerra dos serviços minímos e pela tentativa do governo de pressão que, bem, foi afastada pela Comissão de Protecção de Dados(que eu espero que também trabalhe contra a tentativa do ministério da Justiça de criar uma base de dados de ADN), de criar uma base de dados dos grevistas. E assim ficaram de lado os motivos que levaram á greve, como, por exemplo, a taxa de desemprego anunciada ontem e que é a mais elevada dos últimos 21 anos (8,1%).
Perdeu-se uma boa oportunidade de demonstrar força frente ao governo. E só se precisava de umas palavras de ordem!

mais uma pausasinha


Não é por nada, mas com Paulo Portas no Parlamento aquilo ganha uma certa animação e interesse. Por exemplo, a tareia que acabou de dar ao Pm sobre os verdadeiros custos da OTA, ou seja, não só o custo do aeroporto em si, mas das ligações ferroviárias e rodoviárias, da deslocação das linhas de abastecimento de água e de alta tensão, etc etc....

E já agora, quando é que o sócrates vai deixar de se defender atirando as culpas da OTA para o anterior governo? Ou será que lhe faltam assim tantas justificações?
É o regime no seu melhor!

Etiquetas:

A greve regressa dentro de minutos

(Já que ontem me esqueci) Ele está de greve, porque o dono está a trabalhar!


terça-feira, maio 29, 2007

Até amanhã

O metro do Sul do Tejo (desculpem, não resisti)

Tenham dó de mim

Agora tá o vice-presidente do STJ a dar explicações na SIC-N sobre um acórdão do tribunal de que ele faz parte.
A sério. Vamos lá enfrentar a realidade sim?

Etiquetas:

um travo de normalidade, por favor

Gostaria apenas de lembrar que existe um sistema de responsabilidade geral do Estado que pode ser usado para quem se sinta ditectamente atingido por uma decisão de um órgão público ou de soberania. De resto os juízes são independentes e irresponsáveis pelos actos cometidos enquanto titulares de um órgão de soberania.
No dia em que um juiz tenha que pensar como é que a sua decião vai ser julgada pela "vox populis" ou pelos media, e modela a sua decisão conforme e esta, e não conforme à lei, a justiça encontrou o seu fim!
Disse!

TÁGIDES

(desculpem lá o som, foi o melhor que arranjei)

DIAS E DIAS

Há dias que passam só por passar. Dias que passam tão rápido, tal é inutilidade de coisas que fazemos que nem nos damos conta disso.
Depois HÁ DIAS, dias que queremos que nunca mais acabem, dias que queremos que se prolonguem na eternidade e só desejamos ser senhores do tempo para o podermos parar e prolongar aquele pequeno momento para sempre, sempre e sempre mais. Mas não somos senhores do tempo, infelizmente, ele é dono de nós. E tudo o que ele trás, ele leva.
Resta-nos aproveitar cada segundo, cada instante, por mais efémero que ele seja. Ficar a olhar para a LUZ que nos ilumina, que ilumina a nossa vivência humana, cheia de coisas boas (e como são boas!).

Dia demasiado bonito para se estar trancado entre 4 paredes

segunda-feira, maio 28, 2007

Ir e voltar

Estar longe, abstraído de qualquer informação, televisão, jornal, rádio. não querer saber da actualidade política ou social. Não querer saber das intrigas do Regime! Estar simplesmente longe, com a cabeça nas nuvens, a pensar na minha LUZ! A aproveitar cada segundo que parece quase não terminar, prolongando-se eternamente no tempo.
Mas ao mesmo tempo várias sensações nos invadem quando olhamos em redor. A felicidade, o brilho nos olhos de alguns contrastam com a tristeza de outros. A angústia de querer ajudar e não poder. De querer sentir com eles, de os compreender melhor.
Querer estar sempre presente. Ajudar. Acalmar. Simplesmente estar!
Mas não poder fazer nada disto leva um pouco de nós. Começa apenas numa lágrima, mas vai até lá ao fundo buscando um pouco de nós.
Mas saber que que temos uma luz à nossa espera, um ombro onde nos apoiar, um vício que nos preenche, alguém que nos enche o coração, preenche-nos. Será que eles têm? Será que sou EU?
Escrito de uma penada, algures entre Lamego e Viseu

sábado, maio 26, 2007

Vícios....


quinta-feira, maio 24, 2007

Memórias de um dia recente.....

quarta-feira, maio 23, 2007

Realmente há gente que não se toca....

terça-feira, maio 22, 2007

E como brilham!

Com um brilhozinho nos olhos
e a saia rodada
escancaraste a porta do bar
trazias o cabelo aos ombros
passeando de cá para lá
como as ondas do mar
conheço tão bem esses olhos
e nunca
me enganam
o que é que aconteceu, diz lá
é que hoje fiz um amigo e coisa mais preciosa
no mundo não há

com um brilhozinho nos olhos
metemos o carro
muito á frente, muito á frente dos bois
ou seja, fizemos promessas
trocámos retratos
traçámos projectos a dois
trocámos de roupa, trocámos de corpo
t
rocámos de beijos, tão bom, é tão bom
e com um brilhozinho nos olhos
tocamos guitarra
p'lo menos a julgar p'lo som
e que é que foi que ele disse?
e que é que foi que ele disse?
hoje soube-me a pouco
hoje soube-me a pouco
hoje soube-me a pouco
hoje soube-me a pouco
passa aí mais um bocadinho que estou quase a ficar louco
hoje soube-me a tanto
hoje soube-me a tanto
hoje soube-me a tanto
hoje soube-me a tanto
portanto
hoje soube-me a pouco
Sérgio Godinho

segunda-feira, maio 21, 2007

A boca que foge para a verdade...

Sentir...Querer...Ter!


A ponte é só um meio para chegarmos ao destino que nos aguarda....

"Ó meu Porto da eterna mocidade, diz á gente o que é ser nobre e leal, teu pendão tem o escudo da cidade, que na História deu o nome a Portugal..."

Ó CAMPEÃO!!!!!

Sobre a "Lagartagem" tenho apenas a dizer isto:

Deitados ao chão!

(Há poucos minutos atrás na estação de Entrecampos)

domingo, maio 20, 2007

"O melhor relato de futebol de sempre!"


Sentir

O que é afinal sentir? Uma cambada de psicólogos e sociológos avançariam de imediato com uma serie de definições patéticas e absuradas sobre o Id, o insconsciente, o consciente, a realidade social....balelas! Como podem eles dizer o que é sentir se muitos deles nunca sentiram?
Sentir pode ser um conceito indeterminado e, como jurista, preencho os conceitos indeterminados pela aplicação casuística do preceito.
Sentir, estar, tocar, adorar, ver....tudo conceitos indeterminados que sabem tão bem quando aplicados no caso concreto, quando experimentados, quando preenchidas as previsões normativas que levam à aplicação integral do preceito em causa.
E depois vem a felicidade, o maior dos conceitos indeterminados...como se vê, como se preenche? Como se retira de um sorriso aberto, de um olhar cumplice, de um acto de loucura instantâneo e momentâneo mas que se quer prolongado?
Incoerente? Esquisito? Não perceberam nada? SPEECHLESS!!!!!
(já que continuo numa de estar a ser bloqueado pelo YOUTUBE e os videos apenas aparecerem lá para a próxima semana)

sexta-feira, maio 18, 2007

Música do Dia

O lápis azul


Distraído nos últimos tempos nem me dei conta de mais uma pura estupidez a cargo da nossa querida ERC.
Então agora estes nossos amores, que tanto anseiam ser programadores de televisão, vêm analisar ao pormenor as notícias transmitidas pelo Canal Público de Televisão para verificar as QUOTAS (palavra maravilhosa) de tempo que a RTP dedica ao Governo, ao PS, PSD, PCP, BE, CDS/PP, para garantir a pluridade na informação.
Não consigo conceber nesta minha cabeça maior controlo da comunicação social, maior atentado à liberdade de imprensa, perpetuado por um bando nomeado pelo Centrão e que agora serve de "cãozinho" ao impulso de controlar do Governo.
Imagine-se a situação em que noticias relevantes sobre a acção do Governo são afastadas porque já excederam as quotas ou o preenchimento inutilo de espaço de quota para garantir a igualdade? Ou então tal acontecer co qualquer um dos partidos?
Play Lists há nas músicas das rádios, não na informação. Isto é um atentado à informação que, salvas raras e honrosas excepções, tem sido acatada de ânimo leve.
E agora senhor Presidente? A normalidade democrática prossegue?

quinta-feira, maio 17, 2007

Hoje lembrei-me desta...

Bolonhês?


Ao ler isto comecei a lembrar-me que lindo que é isto do "Processo de Bolonha". que lindos que nós vamos ser, todos juntinhos e unidos a ensinar todos iguaizinhos e a ter uma mobilidade no Ensino Superior. Mas realmente tudo isto falha quando se chega a um ponto, ou a um curso:Direito.
Cabe mesmo na cabeça das reais inteligências ministeriais deste país, e desta Europa, que se possa começar um curso de Direito em Portugal, ir passar o segundo semestre a Inglaterra, o ano seguinte a Itália e que no final do curso o aluno perceba alguma coisa de direito? Ou mesmo que no final do curso alguma Ordem de algum país aceite essa pessoa que teve um grande conhecimento, mas que não tem um entendimento geral de nenhum ordem legal de nenhum país? Ou que alguém lhes dê trabalho nessa área em qualquer país deste mundo?
bolonha falha quando chega ao Direito, porque este é simplesmente a reflexão única de uma sociedade, não se espalha como a Ciência, as tecnologias, etc.
O "Processo" é um tal falhanço no direito que já nem se aplica.......em bolonha. Ironias!

Etiquetas: ,

Ai piada, ai que riu tanto, ai esta gente é TÃO engraçada

quarta-feira, maio 16, 2007

Apropriado (outra vez)

terça-feira, maio 15, 2007

Quem quer novidades....

...vai ao continente. É o que se costuma dizer por cá. Esta de novidade não tem nada.
Rui Pereira sempre foi próximo ao PS. Viu-se quando foi escolhido para Juiz do Tribunal Constitucional e imediatamente recusado para "vice" por estar "politicamente comprometido".
Já disse o que tinha a dizer sobre a saída do António Costa, vai ser muito difícil para Rui Pereira chegar-lhe aos calcanhares como ministro, mas boa sorte!
Já agora vejam lá a ironia do destino: se António Costa ganhar vai ter que se submeter à Lei das Finanças Locais, que saíu do seu ministério, e sujeitar-se às suas metas, limites de endividamento e penalizações. Logo na Câmara com a pior situação financeira do país...Olha que o destino prega cada uma!

Deu Kunami fresquinho!

segunda-feira, maio 14, 2007

Processo

(clicar para aumentar)

domingo, maio 13, 2007

(Depois de dias de Decadência deste blog) O Cantinho do Hooligan*


Aviso desde já que se, depois de termos estado em 1ºlugar o Campeonato inteiro, desde a primeira jornadazinha, perdermos o Campeonato para aqueles lagartos "cagões"(que na minha terra quer dizer sortudos) ou para aquela cambada de coxos que são os lampiões, o meu cartão de sócio é devolvido no dia a seguir!
Disse!

*copyright: A Origem das Espécies

Etiquetas:

Objecto do Processo

Decorre do Princípio do Dispositivo que as Partes têm à sua disposição o andamento do processo, nomeadamente através da formulação do pedido inicial que está subjacente à causa de pedir. Dirá um experiente processualista que o Pedido será a coisa mais fácil de se fazer: é só olhar para o direito substantivo e comparar com os factos, e voilá, temos pedido....
Não será assim tao fácil.....o Pedido tem as suas entranhas, os seus segredos, as suas dificuldades. Como é que devemos fazer perceber o que queremos, qual o resultado do que estamos a pedir. E será que o pedido tem mesmo a ver com a causa de pedir? Não será o objecto tão dúbio que nos deixará numa confusão eterna sobre o que afinal deveremos pedir face às "pseudo-evidências" que se nos apresentam? É assim tão difícil? Ou será tão fácil que até um cego consegue ver, menos nós que queremos um resultado, mas sentimos que talvez seja tão difícil explicá-lo que preferimos entrar num negócio processual do que avançar com ele....
É, obter justiça é difícil com um sistema assim.....

Etiquetas:

sábado, maio 12, 2007

Negócios Processuais

Desistir, confessar ou transacionar....
Alguma parte tem sempre que ceder, é muito mais vantajoso do que ficar suspenso é dúvida eterna do ser condenado ou absolvido, se sair vencedor ou de sair vencido. O que se nos apresenta é uma solução média, mas será? Se Desistir é porque nunca tentou, se não tenta nunca saberá o resultado do facto para o qual procura a resposta...e a dúvida eterna mata, consome...
Se confessa pode-se dar mal. Poderia manter uma situação estável, uma situação que lhe dava certezas, uma situação que lhe traria, quem sabe, a vantagem em ser absolvido. Mas confessa....e confessar pode ser ainda pior do que uma eventual condenação no pedido.
Last, but not the least, transaciona. Mas que vantagens retira daí? Uma fica a ganhar, o outro também. Fazem mútuas concessões, talvez forçados pelo desespero e pela incerteza de perder. e perder é o pior...será? Sem dúvida. Mas também não o será a dúvida de poder ter ganho e não ter tentado?
É, os negócios processuais são como tudo na vida...injustos!

Etiquetas:

(De volta à normalidade) O Erro de António Costa

A serem verdade as notícias que têm avançado nas últimas horas António Costa, o número 2 do Governo Sócrates, vai ser o candidato do PS à Câmara de Lisboa. Erro crasso, na minha opinião, e demonstração de desespero por parte do PS.
Senão vejamos: António Costa é, actualmente, dos mais respeitados ministro do Interior da UE (embora por cá não se note muito), e tem tido um papel fulcral na inclusão dos novos países da Comunidade no Espaço Shengan. É um Ministro poderoso e é um natural sucessor de Sócrates lá para 2013. Tem tido um papel fulcral na reforma administrativa do Estado. É um homem forte e de convicções que , de certo, muita falta fará durante a presidência da UE que se aproxima (tal como o próprio Cavaco Silva já o disse).
Mas Sócrates vai puxar do seu Às de Espadas, e ao fazê-lo, mostra o deespero para conquistar a Câmara. Costa não é uma segunda ou terceira escolha, é a escolha de trunfo. Os outros 2 (Ferro Rodrigues ou Seguro) seriam uma jogada simples, um Rei de trunfo ou um Valete. Este é o Às. Mas nem sempre quem tem o Às de trunfo ganha o jogo e o PS arrisca-se a perder com a multiplicidade de candidatos que se vão chegando à frente. Falta ver quem vem do lado do PSD, mas, estando Costa do outro lado, vai ter que jogar duro! Seja como for vai ser muito dificil governar Lisboa nos próximos 2 anos. Uma maioria na Assembleia Municipal, um Executivo repartido pelas várias candidaturas. Helena roseta a roubar alguns votos ao PS, ao PCP e ao Bloco. Uma possibilidade de Carmona avançar e tirar muitos votos ao PSD. Manuel Monteiro a montar cerco ao CDS-PP....etc etc
Vai ser, sem dúvida, o maior combate político de António Costa...talvez não se deve-se meter nele....a bem do governo do País!

sexta-feira, maio 11, 2007

Apropriado

........................

quinta-feira, maio 10, 2007

Em frente.....

Bom, a Câmara de Lisboa caiu, apresentam-se pelo menos duas mãos cheias de candidatos para as intercalares e vindos de dentro e de fora de estruturas partidárias....a acompanhar, e a ver se algum deles consegue tirar a Câmara e a cidade da imobilidade em que se encontram. A acompanhar com todo o interesse.
Ramos Horta parece que ganha as eleições, troca de lugares com Xanana Gusão que de certeza vai concorrer às eleições Legislativas e depois de terem corrido com Alkatiri vão continuar o pacto com os australianos.
Já Tony Blair vai-se embora. Depois de ter tentado reinventar o socialismo e ter givernado com altos e baixos, afundou-se com o Iraque. Deus, Nosso Senhor lhe ilumine o caminho para fora do nº 10. Substitui-o Gordan Brown que, segundo dizem, é pior que ele.
Parece que a normalidade prossegue por este globo......

quarta-feira, maio 09, 2007

A maquilhagem

A ver dos programas da série "Portugal - Um retrato social" pensei que hoje Portugal é um país mais civilizado, mais cosmopolitana, que as pessoas se vestem melhor, as velhas do buço "quase" desapareceram, preocupamo-nos com a imagem, a mulher arranja-se não só/mais para agradar o seu marido, mas para se agradar a ela própria, o homem vai pelo mesmo caminho. A moda dos ginásios "democratizou-se", as barriguinhas são olhadas de lado, ligam à cultura, às artes e ao espectáculo, têm uma maior cultura geral, lê-se mais, estuda-se, fala-se mais, viaja-se mais,e e mais,e mais ,e mais ....
Pensava que eramos uma sociedade melhor.....e cada vez há coisas que me levam a pensar que tudo isto é só maquilhagem, que lá no fundo continuamos a ser uns matarruanos de primeira, mas só que agora temos melhor aspecto!

Terceiro Mundo talvez

É extremamente interessante acompanhar o "rapto" da menina britânica em canais ingleses.C onseguem-se ouvir verdadeiras pérolas informativas e chegar à conclusão que a maioria dos seus opinion makers são muito parecidos com os respectivos portugueses: não sabem nada do que falam, mas fazem-no com toda a convicção.
Esta pérola acabada de ouvir na Sky News (e traduzida por mim): "Portugal conhece agora um novo tipo de crime. Nunca mais será o mesmo país! Será um país novo confrontado com uma nova realidade a que nunca assistiu".
Claro, somos um país isolado do Mundo. Crime? Que é isso? Desculpe rap...quê? Rapto? ah, nunca ouvi falar........
Poupem-me que já não tenho idade para isto!!!

terça-feira, maio 08, 2007

"Fizemos muito. Mas podiamos ter feito MUITO melhor"

Assim acabou a série "Portugal - Um Retrato Social" da autoria do Prof. António Barreto e transmitida na RTP. Acho que esta frase final resume bem o que se demonstrou, a evolução de Portugal nos últimos 40 anos.
Um série excelente. É bom ver que de vez em quando a RTP se lembra de fazer serviço público!

A ver se percebi


Maria José Nogueira Pinto acaba de defender, na SIC-N, uma posição interesantíssima sobre o etado da Câmara de Lisboa. Diz ela que quem fez mais oposição ao PSD/Câmara foi o PSD/Lisboa. Que sim, houve oposição dentro do Executivo mas apenas nos projectos considerados maus para a cidade, mas que a verdadeira oposição veio de fora, do PSD/Lisboa, ferido no seu orgulho por ter sido um independente o escolhido e não um dos seus. É uma posição perfeitamente credível, vindo de quem vem. E só o prova as reticências que tem havido em fazer cair a Câmara, tanto em toda a lista, como no Assembleia Municipal.

Mas aqui entre nós a jogada é brilhante, a oposição que mande a Câmara a baixo, se depois de eleições ficar tudo ingovernável a culpa é, claro, deles e não do PSD/Lisboa!

O bloqueio do youtube à minha pessoa continua

Mas já lá dizia o povo: "Se Maomé não vai à montanha, vai a montenha a Maomé".
Apreciem estes dois!

segunda-feira, maio 07, 2007

O meu lado desumano a falar, com certeza

Estão mais de CEM agentes da PJ a investigar o dasaparecimento da menina britânica, mais uns quantos da GNR. Agora eu pergunto: quantos andaram à procura da pequena Joana?
A imagem internacional que se pretende transmitir não vale tudo, vale a saloiice de se submeter ao crivo dos media ingleses. Aplique-se os critérios, mas para todos sim?
E já agora, que raio de pais é que deixam 3 crianças sozinhas em casa, sendo que a mais velha delas tem 3 anos? Ah, mas culpa é nossa não é? Os infiéis servos de sua majestade.

Saudade

Fim-de-semana a Norte, se bem que com trabalho e internet atrás, mas sempre óptimo para descançar, recuperar forças.
Que saudades da Primavera passada lá, o cheiro das flores que entra pela casa dentro, mesmo com tudo fechado. Tudo a florir! Os sabugueiros florescem para, lá em Agosto, darem o "ouro negro". As cerejas começam a pintar e as videiras já a pedir a enrama.
E o silêncio...apenas interrompido pelo chamamento para as refeições e pelo chilrear dos pássaros e, há noite, pelo ladrar dos cães que "refilam" com os gatosque não os deixam ter o merecido descanso. Mas o silêncio, aquele que nas noites de vento favorável deixa ouvir o Varosa correr em direcção ao Douro, esse ninguém o paga. A ele e ao Ar. Aquele ar único, que enche verdadeiramente os pulmões. E o pão, e a comida....se pudesse trazia as padarias para cá, enfim, trazia tudo mas para cá...mas já não seria o mesmo pois não?
Mas com a palavra "ir" está sempre a palavra "voltar". Já passa da meia-noite. De manhã volta a rotina de sempre.

Surpresas?

Tal como esperado, não houve, nem cá, nem lá.
A vitória do Alberto João Jardim (AJJ) foi esmagadora, tal como se esperava. O PS, que andava a preparar o actual Secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade para ser o candidato em 2009, foi apanhado de surpresa e lá teve que avançar com o Jacinto Serrão( silly boy) que é uma nulidade política pura e que, honestamente, não percebo como está à tanto tempo à frente do PS-M.
Assim, AJJ tem mais 4 anos para preparar a sua sucessão e continuar o "regabofe".
De que serve esta vitória? Para já para tomar uma posição politica, como a que tomou. Na prática não muda nada, porque não tou a ver o Sócrates a recuar na Lei das Finanças Regionais.
A ver vamos.

Quanto à França, o que eu previ à 2 semanas. Sarkozy estava a preparar-se há anos, media cada palavra durante a campanha, não falhou uma única vez e , claro, ganhou. Uma espécie de Cavaco à francesa.
Claro que se podia culpar a França "gaulista, machista, conservadora", mas não, Sarkozy foi perfeito no que fez.
No seu primeiro discurso de vitória falou na "dignidade do trabalho, na autoridade e orgulho francês", o que demonstra quase tudo. Quanto às medidas que propõe dependem muito das legislativas que se aproximam e aí tudo está ainda em aberto.
Segolène falhou na perfeição de Sarkozy. Faltou-lhe o total apoio e solidariedade dentro do PSFe faltou-lhe também a coerência, porque oscilou demasiado devido, talvez, a uma tentativa desesperada de conquistar votos ao centro.
Por muito que me custe admitir, Sarkozy foi o melhor, tinha ideias mais deliniadas, um plano concreto para a França, coerência, preparação e inovação e ruptura quanto a Chirac.
Valeu-lhe, por enquanto, a Presidência. O futuro se verá, futuro este que será também o futuro da Europa e, logo, o nosso.

domingo, maio 06, 2007

sabotagens

Temo que estou a ser vitima de sabotagem por parte do blogger. Desde ontem, já lá vão 3 videos diferentes que simplesmente desapareceram....isto assim é dificil....raios....

sábado, maio 05, 2007

Imprensa e tal

O DN levou uma reformulação na sua edição em papel, mas ainda não percebeu que os tempos mudaram, que a procura é mais exigente e continua com uma página on-line digna de um jornalinho de escola.
Já o Expresso continua a inovar e a melhorar e apresenta agora uma edição Premium da sua edição em papel, com ofertas excelentes e até um Rádio Jornal. A experimentar, grátis, até 25 de Maio, aqui.

sexta-feira, maio 04, 2007

Independentemente de tudo o que disse até agora

Mas o que é que se passa na cabecinha de Carmona e Marques Mendes? Não percebem que só estão a afundar cada vez mais a autarquia, um com a sua posse "aqui mando eu" e "não saio porque não quero". Se parassem com as birrinhas e as lutas de poder e voltassem a dar a voz aos lisboetas, em todas os órgãos, é que se comportavam como homenzinhos.

quinta-feira, maio 03, 2007

Agora a sério

Este coisa que está a distrair Lisboa e que só faz com que na cidade fique tudo na mesma só acaba de 2 formas possíveis: ou o tribunal dissolve a Câmara por ilegalidsdes cometidas, ou por uma dissolução da Assembleia Municipal. Porquê? Bem, não adianta de nada a Marques Mendes retirar a confiança política a Carmona, ele foi eleito por uma lista indepoendente o que não lhe dá qualquer ligação ao partido, assim tem entendido a jurisprudência administrativa. Logo retirar a confiança política não serve de nada, a não ser que se vote dentro da Câmara uma moção de censura e aí vai-se a eleições intercalares. Mas de que servem? Nada! Porque a acreditar na sondagem de hoje do Correio da Manhã iriamos ter uma maioria na Câmara e outra na Assembleia Municipal, o que ia tornar a cidade ainda menos governável.
Isto leva-nos à segunda alternativa, a Rainha de Espadas de Marques Mendes, Paula Teixeira da Cruz, líder do PSD-Lisboa. uma dissolução da Assembleia Municipal iria levar a eleições municipais em TODOS os órgãos autárquicos. Seria, sem dúvida, uma solução mais viável do que um governo provisório de 2 anos sem qualquer margem de manobra.

Isto leva-nos a um ponto mais sério que é a revisão, já tardia, da Lei das Autarquias Locais, principalmente para acabar com esta dicotomia sem sentido da separação de órgãos autárquicos que levam a uma completa esquizofrenia entre eles.
Nos órgãos da Republica temos um governo que depende politicamente da Assembleia da República, que responde perante esta e que é nomeado a partir das eleições para esta (constituições informais à parte). Nas autaquias não. Temos uma Assembleia eleita directamente, uma Câmara eleita directamente, o que leva a que, por vezes, possa haver uma maioria numa e outra maioria na outra, o que é uma pura patetice. Depois temos dentro do mesmo executivo, e esta é a pièce de resistance, temos dentro do mesmo executivo vários partidos com opiniões a estratégias politicas, uma espécie de Governo PS-PSD-PCP-CDS-Bloco, tudo junto e todos uns contra os outros.
E depois o controlo politico das autarquias é manifestamente insuficiente, o que permite situações como estas que temos assistido, e a muito pior. Já está na altura de se resolver esta esquizofrenice e tornar as Autarquias em verdadeiros governos locais, com um executivo e uma ssembleia que o fiscalize politicamente, mas a sério, não com 2 reuniões por ano.
Dizia uma ouvinte dum fórum, hoje de manhã, que tá tudo preocupado com a "corrupção no futebol", mas dizia também: "quero lá eu saber da corrupção no futebol, quero lá saber se um clube ou outro ganhou porque foi beneficiado pelo árbitro. Eu quero é saber desses senhores que nos governam, isso é que é a corrupção que deve ser investigada, a corrupção que nos vai ao bolso e que só penaliza a nossa democracia e a nossa forma de viver. É tudo!"

Cego é aquele que não quer ver

"Não vejo qual é o problema de Carmona Rodrigues ter sido constituido arguido. Isso não prova que ele é culpado. Rui Rio também já o foi e mesmo assim não se demitiu"
Jorge coelho, ontem à noite na Quadratura do Círculo

Realmente, uma excelente comparação. É que tem tudo a ver. Rui Rio foi arguido num processo de cível, Carmona , a ser, num processo criminal, por difamação, ainda por cima relacionado com as funções públicas que exerce. Só demonstra a inércia do PS-Lisboa neste processo todo e , principalmente, a forma como, não, estão preparados para eleições.

quarta-feira, maio 02, 2007

Até amanhã

Neste país verde e limpo à beira mar, cheio de bons costumes e tal

Eu já me pronunciei sobre o assunto, por isso não me alongo mais. Mas mesmo assim recomendo a leitura deste texto do CAA no Blasfémias:

"Não sou fumador. Nunca o fui. Acresce que o fumo do tabaco em cafés, restaurantes e noutros lugares de acesso público me causa bastante incómodo. E, neste momento, com dois filhos pequenos, a necessidade de sair de casa com a família em qualquer circunstância e para qualquer fim, por causa do fumo do tabaco, levanta problemas tácticos de monta.Mas a lei que PS e PSD querem aprovar é repugnante. Condicionar coercivamente os proprietários a fazerem aquilo que os prejudica, que desagrada à esmagadora maioria dos seus clientes e que é perigosamente susceptível de criar incidentes desagradáveis (caso venha mesmo a ser aplicada), revela um intervencionismo estatal tirânico. É um desrespeito insuportável pela propriedade privada.Esta lei não deixa uma verdadeira margem de escolha - impõe de modo insindicável a moral de alguns ao comportamento de quase todos. Quer ser pedagógica mas só consegue ser despótica. Pretende ser "limpa" e "verde" mas traz a polícia e sanções desproporcionadas para os espaços da intimidade de cada um.É uma lei anti-democrática na sua essência - meia-dúzia de "activistas", graças à falta de pudor dos detentores do poder público, adquirem o direito-sem-direito de oprimir a imensa maioria das pessoas que não se revê na sua forma de encarar a vida.Mas isso não lhes importa - nem aos moralistas nem aos políticos de cariz intervencionista. Eles julgam-se na razão, total, sem qualquer rebuço. Eles acreditam que o Estado não passa de uma máquina dotada de poder de coacção, i.e. de força bruta, capaz de infligir os seus parâmetros de vida, as suas opções e os seus valores, ao resto da sociedade. Esta fica sem qualquer remédio: ou passa à situação, mais cómoda, de crente ou será castigada...Mas onde é que eu já ouvi isto? "

Tuguismos(7...?)

terça-feira, maio 01, 2007

A proibição da estupidez

O anterior post bem mesmo à calha para o que vou abordar a seguir. A personagem é a mesma, só que agora é bem mais conhecido e juntou-se a outros 3 e fizeram o que é agora o grupo humorístico mais conhecido e pareciado do país. Mas também o mais polémico. E é mesmo por aí que a história vem.
Estes moços fazem lembrar o Herman nos seus tempos mais aureos, acutilantes, sem medos de fazer comédia seja com o que for. Até que um dia os censurem, tal como fizeram com o Herman. E olha que vontade não falta, a ter em conta os processos que já lá vão e as pessoas que já cortaram relações com a RTP1.
Vem isto a propósito de uma conversa sobre a liberdade de opinião, e sim, a comédia também é uma forma de liberdade de opinião. Terá legitimidade um grupo de humoristas para fazer comédia com o seu Presidente ou o seu Primeiro-Ministro? Ou com um ministro qualquer? Ou com o líder da oposição? Ou com o presidente de um partido? Ou comigo? Eu diria que sim, que tem para isso e para mais, desde que o faça no terreno da legalidade. Para outros não, o 25 de Abril só veio trazer a falta de respeito e coisas como o Gato Fedorento ou o contra-Infornação deviam ser proibidas. Mas por outro lado até são pessoas que vêm os programas e riem-se com ele. E acham que a Bela e o Mestre é um grande programa de televisão e que o Alberto João é um grande político e que o Salazar é que era. Pessoas que sem a democracia não teriam a minima chance de estarem onde estão. Não soa a incoerência? Não soa a idiotice pura? Não soa a estupidez? A mim soa, mas se calhar eu é que sou mesmo estúpido!

Um Feriado como deve ser

Vocês a rir, eu a trabalhar.
uma pérola recuperada pelo Nuno Markl do tempo em que ainda ninguém conhecia o RAP.

Dias Felizes


Hoje é Dia Internacional do Trabalhador. Para o honrar como deve ser, vou passar o dia a trabalhar.

Etiquetas:

Abra-se luz sobre este país(2)

Parece que afinal o dr. Pinto Monteiro, o tal que mandou abrir uma investigação e criou uma "super task-force" por causa de um livrinho de vingança, lá mandou uma equipa para investigar o "caso" da licenciatura do Sócrates. E não podia ter escolhido melhor pessoa que Cândida Almeida, depois do Governo ter deitado o DCIAP aos cães, e deixou a cargo desta a decisão de avançar ou não com uma investigação mais profunda.
Já estava bem na altura de se acabar com isto como deve ser, tal como eu tenho dito à semanas e semanas.