quarta-feira, março 14, 2007

Os "e-mails"


De certo que sabem bem do que vou falar. Pois vou falar daqueles e-mail's irritantes que as pessoas, por burrice, estupidez, parvoíce, ou mesmo vontade de nos irritar insistem em mandar, nem que seja para nos encher a caixa de mensagens e dar-nos ao trabalho de os ler, porque a maioria das vezes vêm sem assunto. Aqueles do Andy e do outro que avisam que o Hotmail vai fechar de vez; da menina do "se não enviares este e-mail a 10 pessoas vais morrer atropelado por um camião" e etc's; os avisos da PJ a dizer que se se marcar o PIN do multibanco ao contrário a polícia é avisada em caso de urgência; as mensagens das meninas e do "se mandares a 10 pessoas em 10 minutos os teus desejos tornam-se realidade( é verdade, já aconteceu comigo), se não mandares a ninguém vais ter muito azar"; os inquéritos sobre quem a pessoa, é, sobre o que gosta de fazer, quem são os amigos, como se as pessoas que nos enviam o e-mail não soubessem.

Perdoem-me tanta parvoíce, mas para mim uma caixa de e-mail é como o correio de lá de casa. E se no correio lá de casa só recebo o que eu quero e não estas coisas estúpidas ( que não têm outro nome) então espero ter do meu e-mail a mesma importância e seriedade que uma caixa de correio tem.

1 Comentários:

Anonymous ft disse...

E aqueles que reenviam tudo e que, pelas diferenças mínimas em segundos entre as mensagens, seguramente que nem sequer lêem. Mas para estes cromos há os filtros, cria-se uma pasta e agrupam-se as mensagens todas lá, o inbox fica limpinho.

21:48  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial