sexta-feira, novembro 17, 2006

Desculpem?

Sinceramente não percebo estes Senhores. Então não é que ontem, os senhores bispos da Conferência Episcopal Portuguesa, que assumem que a vida humana é soberana, são contra o aborto, por ser uma atentado à vida, vieram dizer que , e passo a citar "a procriação medicamente assistida, e os seus métodos, constituem uma espécie de infedelidade, ainda que consentida".
Tenho uma coisa a dizer quanto a isto, enquanto católico que sou (assumo desde já).
Sabem quando dizem que os políticos têm que mudar e modificar-se quanto à realidade que os rodeia? Acho que está na altura de acontecer o mesmo com estes senhores. Que modelam as escrituras como eles bem querem, para defenderem as suas pequenas causas e lutarem contra outras, que são realmente importantes, como a existência de uma vida humana, neste caso, ou a defesa de outras, como no caso do aborto, e moverem campanhas contra elas sem que os seus fiéis se identifiquem minimamente com as suas posições.

Uma nota final para aqueles que defendem que deve haver um referendo sobre a PMA. Acham mesmo que uma questão tão técnica deve ser decidida por uma população que não está minimamente esclarecida sobre o assunto?

*

Adenda: A propósito desta questão aconselho a leitura do artigo de João Miguel Tavares no DN (18/11/2006).

1 Comentários:

Blogger Havelock disse...

Mas qual é o teu espanto??? Não achas perfeitamente normal a igreja mostrar-se renintente quanto a esta questão? É claro que é, e deve, ser esta a sua posição. É claro que para o cristão que siga à letra as sagradas escrituras este não é um método natural de procriação. Para quê misturar o aborto com a PMA? No caso do aborto está em causa a defesa de uma vida constituída. No caso da PMA está em causa o método dessa concepção. Se a Igreja Católico é contra o uso de métodos contraceptivos é perfeitamente normal que esteja contra a PMA, total ou parcialmente. Estão apenas a ser... coerentes!

Pessoalmente sou contra a ideia de que a PMA deve ser preterida a favor da adopção: é perfeitamente natural e compreensível que os pais queiram ter filhos gerados a partir da sua estrutura genética.

20:10  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial